19059341 1090691554397205 3940478382089917680 nNa segunda-feira, 12, os enfermeiros e agentes comunitários de endemias de Aracaju paralisaram os seus serviços por 24h. Eles pedem recomposição salarial das categorias e nesse impasse o vereador Lucas Aribé (PSB) se mostrou bastante preocupado com a área da saúde de Aracaju, discursando sobre o tema na manhã desta quarta-feira, 14, na Tribuna da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), durante o pequeno expediente.

“Em Aracaju a saúde esta péssima. Continuamos vivenciando todas as situações que ocorriam na gestão anterior e permanecemos assistindo as mesmas situações com cobranças e greves. Tudo que marcou a gestão anterior” declarou o vereador, Lucas Aribé.

O que de fato é preocupante porque existe a possibilidade de parte da saúde de Aracaju entrar em greve no dia 21 de junho, caso não ocorra nenhum acordo firmado entre Prefeitura de Aracaju e sindicatos dos enfermeiros e agentes comunitários de endemias. O parlamentar se pronunciou sobre o assunto, colocando que não foi essa promessa de campanha feita pelo atual prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira. “Estamos percebendo é uma continuação de tudo aquilo que marcou os quatro anos que se passaram, principalmente nas Unidades de Pronto Atendimento, programas municipais sendo extinto, a exemplo do Acolher, e o que se prometeu não foi nada disso”, afirmou Aribé.

“A gente fica a se perguntar para onde vão os recursos e impostos para tentar salvar a saúde povo. O quadro que vive o povo aracajuano é grave. É preciso dividir os poderes e atribuições, fazendo uma gestão menos burocrática e mais eficiente para o povo”, completou o parlamentar.

Foto: Gilton Rosas

София plus.google.com/102831918332158008841 EMSIEN-3